Cuidados em Fim de Vida - Humanize

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Cuidados em Fim de Vida

Os cuidados em fim de vida têm como objectivo o alívio do sofrimento e a melhoria da qualidade de vida do doente e seus familiares. Quem necessita destes cuidados são todas as pessoas com doenças crónicas, sem alternativas terapêuticas curativas, com prognóstico de vida clinicamente reconhecido como limitado e que se deparem com um processo degenerativo de sofrimento.

Em 2007 morreram em Portugal 103 512 pessoas e estima-se que destas pessoas 62 107 pessoas necessitaram de cuidados em final de vida (INE 2007).

Estes cuidados centram-se nas necessidades individuais da pessoa e norteiam-se sempre pela procura da ausência de sofrimento físico e/ou espiritual que possa estar associado ao doente e família. São cuidados de cariz científico, estruturados que carecem de uma enorme entrega e capacidade de criatividade por parte da equipa que os assegura. Uma gestão de cuidados eficaz é realizada em conjunto com o doente, permite preencher espaços da vida que já pareciam vazios, permite manter viva a vontade, concretizar desejos, manter o poder de decisão até ao limite, o que associado ao conforto físico se traduz no objectivo major de Qualidade de Vida.

Nesta área a equipa da Humanize distingue-se pelas competências profissionais e humanas. Pautamo-nos pela humildade e a honestidade nos cuidados ao doente e família. É com o doente, com a família, com o médico de confiança do doente, com a equipa hospitalar que sempre o apoiou e com outros intervenientes, que aprendemos a especificidade e individualidade da pessoa / família alvo de cuidados.

Garantimos todos os recursos necessários para alívio de sofrimento e para potenciar a qualidade de vida do doente/família na caminhada que enfrentam no conforto e intimidade do lar.

Estamos aptos a prestar cuidados a:

Os nossos serviços, pressupõem uma avaliação prévia da situação (que pode ser realizada ainda no hospital ou já em casa). Nesta área de intervenção é imprescindível estabelecer canal de comunicação eficaz com o médico de referência do doente e a unidade hospitalar a que está referenciado, pois é com eles que iremos inter-agir no sentido da continuidade de cuidados. Em conjunto com todos os intervenientes é possível delinear um plano integrado onde se estabelecem os objectivos para dar resposta a todas as necessidades quer do doente quer da família. Para a concretização desses objectivos dispomos de uma equipa multidisciplinar que interage entre si com vista aos melhores resultados. A participação dos diferentes elementos na equipa depende das necessidades identificadas e dos objectivos que se são propostos atingir. 

A nossa equipa é constituída por:
  • Enfermeiros;
  • Auxiliares;
  • Médico (Preferencialmente o médico do doente);
  • Fisioterapeuta;
  • Nutricionista;
  • Psicóloga.

Conscientes da intimidade e singularidade vivenciada pelos intervenientes, mediante técnicas de relação de ajuda, não descoramos o apoio à família que também se torna alvo de cuidados e que por vezes se prolonga para além da situação vivida. Procuramos informar, esclarecer, orientar, gerir conflitos e apoiar. Comprometemo-nos a ser incessantes na minimização do sofrimento e da dor do doente / família.
  Demência

   É preciso conhecer para saber 
   conviver.  [Saber +]

Contacte-nos



 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal